Jamil da Silva Borges

    Jamil da Silva Borges

    Formosa (GO)
    0seguidor112seguindo
    Entrar em contato

    Comentários

    (10)
    Jamil da Silva Borges
    Jamil da Silva Borges
    Comentário · há 4 anos
    Nobre Daniel Ferreira, não discordo quando concorda que o álcool possa ser uma porta de entrada para uso de outras drogas, mas eu assim como você conhecemos diversas pessoas que fazem ou já fizeram uso de álcool mas que nem por isso fizeram uso de drogas ilícitas, claro sempre lembrando que toda regra existe exceções, mas posso te afirmar que quase todos que converso em decorrência do meu trabalho me disseram que começaram com a maconha e passaram a usar cocaína, merla, crack etc... Portanto me baseio em fatos reais do meu dia a dia para fazer tais afirmações e por isso repudio com todas as forças a liberação da maconha para uso recreativo.
    Outra coisa, respeito o seu posicionamento mesmo sendo contrario ao meu, eu fiz questão de ser redundante e incisivo iniciando o comentario acima com a expressão EXTREMAMENTE (e creio que isso não seja burrice!!!), porque sou contrario mesmo e serei ate o fim dos meus dias e vou inclusive mandar gravar esse posicionamento na minha lapide kkkkkkkk. Agora falando serio, te afirmo por total conhecimento de causa que, entre os principais maleficios que as drogas causam, esta a total degradação da família. Talvez você não tenha passado por isso, mas muitos filhos amados por seus pais, que por causa de uma curtição, um primeiro trago num "inofensivo cigarro de maconha" e dali resolveram mergulhar mais e mais nesse universo das drogas, hoje causam o maior sofrimento para os seus pais e familiares, seja pelo vicio incontrolável ou pela ausência em virtude de uma morte precoce.
    E eu não quero acreditar que a guerra para o trafico ja esteja perdida, pois este é exatamente o sentimento e a mensagem que querem vender para a massa manipulada. Na Holanda que é um país desenvolvido e demograficamente pequeno estão tendo problemas, imagina num país imenso como o nosso com diversos problemas nas áreas básicas de atendimento (saúde, educação, segurança) iria se sobressair? te adianto que seria um desastre que eu não quero pagar para ver, por isso não compactuo com essas ideias de legalização da maconha para uso recreativo. Por mais retrogado que eu pareça (e não me importo nem um pouco com isso), apoio uma vida pautada em princípios e atitudes que beneficiam e preservam a família, protegendo-os do mal do seculo que são as DROGAS!!!
    Jamil da Silva Borges
    Jamil da Silva Borges
    Comentário · há 4 anos

    Recomendações

    (9)
    F
    Fernando Alves
    Comentário · há 4 anos
    Ótima abordagem para um assunto considerado tão polêmico. De acordo com o que o autor previra em seu parágrafo derradeiro, devo discordar de alguns pontos do texto. Primeiramente gostaria de discorrer em relação à afirmação do respeitável Ministro Marco Aurélio Mello: ao que me parece - e não tenho conhecimento do inteiro teor da referida entrevista - o Ministro apresenta o direito de fuga em um contexto meramente jusnaturalista, sem se atrelar a Leis, Estatutos, ou qualquer positivismo atual, condicionando esse direito natural à condição animalesca do cumprimento da pena. Ora, é sensato admitir que, independente do crime cometido, é fundamental que o cumprimento da pena seja realizado sob a égide da Dignidade da Pessoa Humana. E como é de conhecimento de todos (e a mídia faz questão de nos lembrar a todo momento) alguns estabelecimentos penais não possuem a mínima condição para tanto. Veja que utilizei a palavra "alguns", contrapondo o posicionamento de que "o sistema prisional brasileiro é animalesco", visto que o Brasil conta sim com estabelecimentos penais que cumprem com as finalidades da pena de acordo com o que estabelece a Lei de Execucoes Penais, apesar de serem poucos. Outro ponto que gera controvérsias, e o autor na qualidade de Promotor de Justiça, e também agente público, deve admitir que, no item e da exposição de motivos, ao utilizar o advérbio "invariavelmente", compromete o trabalho de milhares de agentes públicos que trabalham honesta e diariamente no intuito de coibir as referidas fugas e, por falta de efetivo e investimento do Estado acabam tornando essas fugas frequentes. De modo que devo corroborar com o exposto no penúltimo parágrafo: A ESTRUTURA PRISIONAL DEVE SER MELHORADA.

    Perfis que segue

    (112)
    Carregando

    Seguidores

    Carregando

    Tópicos de interesse

    (102)
    Carregando
    Novo no Jusbrasil?
    Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

    ANÚNCIO PATROCINADO

    Outros perfis como Jamil

    Carregando

    Jamil da Silva Borges

    Entrar em contato